Poesia

Mar português

 

Fernando Pessoa (1888-1935) foi um dos mais importantes poetas da língua portuguesa e figura central do Modernismo português. A sua poesia é voltada para temas tradicionais de Portugal e para um lirismo saudosista, com reflexões sobre o seu “eu profundo”, as suas inquietações, a sua solidão e o seu tédio. Fernando Pessoa foi vários poetas ao mesmo tempo, criou heterónimos – poetas com personalidades próprias que escreveram sua poesia e, com eles procurou detetar, sob vários ângulos, os dramas do homem de seu tempo./ Foto. DR

Ó mar salgado, quanto do teu sal
São lágrimas de Portugal!
Por te cruzarmos, quantas mães choraram,
Quantos filhos em vão rezaram!
Quantas noivas ficaram por casar
Para que fosses nosso, ó mar!

Valeu a pena? Tudo vale a pena
Se a alma não é pequena.
Quem quer passar além do Bojador
Tem que passar além da dor.
Deus ao mar o perigo e o abismo deu,
Mas nele é que espelhou o céu.

Fernando Pessoa

Open chat
Hello 👋
Can we help you?